Welcome to Blog umbreveolhar

O meu objectivo, é escrever breves textos, sobre os assuntos que eu considere de interesse nos mais diversos âmbitos, e que prendam a atenção do seu olhar!
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008
Poema Sarcástico - Grande Revolução no Porto!

 

Então os senhores ainda não leram os jornais!

 

Grande revolução no Porto!

 

Tragédia meus Senhores! Tragédia de arrepiar os cabelos! Tiros! Pancadas! Facadas! No Porto está tudo morto!

 

A revolução começou no Estádio do Dragão! Mas o caso já veio da Ribeira!

 

Por causa da perda do campeonato juntou-se tal povoléu! Que a cem léguas de distância já se ouvia o choro das mães! Choviam golpes mortais e os mortos empilhados já se elevam a tal altura! Que um deles avista quase toda a Estremadura! 

 

Que furor meus Senhores na luta que se travou! Tiros por todo o lado! O rio já vai molhado! Os Navios aos glutões vieram até á rua Passos Manuel onde lá há feridos a granel! E a choradeira é tão grande! Que foi preciso chamar os Bombeiros de Tomar por causa da inundação que já ameaçava a Circunvalação!

 

São tremendas as apostas! Já há homens com casas ás costas! Já não se sabe do Pinto da Costa! Na rua Alexandre Herculano um homem engoliu um Aeroplano! Outro na rua das Flores com um sopro desfez em frangalhos nada mais que seis Vapores! Um terceiro enfurecido foi ao Posto da Policia que fica na Cordoaria e com um berro descomunal rebentou logo o portal! Em seguida manda altivo por cá fora o Regimento e á força de tabefe esmigalha-o num momento!

 

No Largo da Aguardente está tudo cheio de gente!

Na rua da Lomba rebentou uma bomba!

E em Fernandes Tomás mataram três velhas e um rapaz!

Em Sá da Bandeira a desordem durou uma noite inteira!

 

A Batalha era varrida pela metralha! E nos Caldeireiros já estão os artilheiros a preparar os canhões que por lá são aos montões!

 

Que grande carnificina! Tiros até mais não! O sangue corria em cachão! E aqueles cadáveres assim todos tortos! Viam-se logo três mil mortos!

 

E o sangue a correr e a mãe a gritar! – Meu filho! – Meu filho! – Pega na garrafa e vai buscar um quartilho...

 

OBS:  Para melhor apreciar este poema inédto, queira ouvi-lo por um Senhor do Norte cuja idade e respeito bem  merece.  -  PARA OUVIR O DECLAMADOR, CLIQUE EM PLAY NO CLIP DE VOZ 

 

Faixa 1 - Intérprete Desconhecido


publicado por umbreveolhar às 16:26
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

57 comentários:
De Blue Eyes a 22 de Maio de 2008 às 20:31
Boa noite! Venho retribuir a sua visita e devo dizer-lhe que essa revolução me fez rir. Realmente foi um balde de água gelada que caiu na cabeça dos que achavam que a dobradinha estava no papo.

Um abraço


De umbreveolhar a 22 de Maio de 2008 às 20:45
Obrigado pelas suas palavras, pois trata-se
duma ironia grande em em jeito de poesia!. Fico satisfeito por ter gostado.

Cumprimentos e volte sempre,
Carlos Alberto Borges


De Nuite a 22 de Maio de 2008 às 21:08
Fantástico =)
Lamento somente, tantos mortos …
Contudo,
Viva ao Porto – CARAGO


De umbreveolhar a 22 de Maio de 2008 às 21:41
Obrigado por teres gostado, e como sempre são bem vindas as tuas palavras engraçadas,
demonstrando também bom sentido de humor!


Cumprimentos e até breve,
Carlos Alberto Borges


De Nuite a 22 de Maio de 2008 às 21:11
Esqueci-me de deixar um beijinhosneste final de feriado …

p.s - melhor mesmo nao dar ideias .. se nao qualquer dia ... ui ui

Ana


De umbreveolhar a 22 de Maio de 2008 às 21:52
Ainda vieste muito a tempo. Um grande também para ti. Depois vou tentar destrinçar o que leio " ente linhas", embora, depreenda do que falas!
Eu é que tinha razões para estar triste com o meu clube! Mas os campeonatos vão continuar e para o ano vamos ganhar!

Gostei e volta sempre,
Carlos Alberto Borges


De MIGUXA a 22 de Maio de 2008 às 21:31
Caro amigo,

Este texto deixou-me alucinada de tanto rir.

Parabéns mas, não às tristezas que por aí se vêem à conta do fanatismo.

Xi-kor
Margarida.


De umbreveolhar a 22 de Maio de 2008 às 22:09
Ainda bem que te divertiste muito, pois é de facto bastante engraçado este texto irónico. O fanatismo desportivo, não leva a lado nenhum, tens toda a razão. Eu espero pacientemente , que o meu clube seja campeão na próxima temporada.
Ouviste a voz do declamador! Está com muita graça! se não, clica em play.

Sempre que puderes volta e cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De mdsol a 22 de Maio de 2008 às 23:21
E biba o Porto, carago! Ai carago não, carago!
:)


De umbreveolhar a 22 de Maio de 2008 às 23:32
Lá que tens sentido de humor, é um facto! Agradeço as tuas palavras e o cuidado que tiveste em comentar.
Não sei se ouviste o Declamador, se não ouviste clica no play em baixo.
Gostaria de te adicionar, mas só se fores tu, porque o blogspot não tem por onde adicionar. Vê se dá no meu blog, onde diz adicionar amigo. Obrigado.

Cumprimentos e volta sempre,
Carlos Alberto Borges


De Café com Natas a 23 de Maio de 2008 às 00:17
Adorei, Carlos!
Está fenomenal!
Vou colocar nos meus favoritos. Isto dava uma maravilhosa encenação teatral à moda de Camilo Castelo Branco... com muita tragédia...lol
Espectáculo!
Um beijinho sorridente


De umbreveolhar a 23 de Maio de 2008 às 21:23
Fico muito satisfeito por teres gostado e pelos comentários" a preceito". Muito obrigado, pois tenho muita consideração por ti e pelo que escreves!

Cumprimentos e volta sempre,
Carlos Alberto Borges


De realidade de um sonho a 23 de Maio de 2008 às 14:29
olá! Fantastico o poema de "morrer" a rir.. é lamentavel tantos mortos e tanta desgraça lol, devia ser lua xeia nesta altura!
bom fim de semana!


De umbreveolhar a 23 de Maio de 2008 às 22:07
Agradeço como sempre as suas palavras, que são bem vindas, de facto houve muitos mortos!!!! Foi uma tragédia local !!!!
Espero que tenha ouvido o Declamador, pois reforça a piada, com a sua voz de tenor! Ouviu?

Cumprinentos e volte sempre,
Carlos Alberto Borges


De estrelaquebrilha a 23 de Maio de 2008 às 16:16
Lol, adorei o poema, "mijei-me" a rir lol.
bj e bom fds


De umbreveolhar a 23 de Maio de 2008 às 22:16
Também te riste muito! Espero que já esteja tudo seco. Gostei como sempre das tuas palavras cheias de humor , que também me fazem rir, a bom rir!!! És muito engraçada!!!

Volta sempre e até breve,
Carlos Alberto Borges


De belly_button a 24 de Maio de 2008 às 17:16

Adorei o poema!!
Mas é mesmo melhor não dar ideias á malta de cá do porto, se não teremos mesmo revolução!
Só é chato haver tantas vitimas!!!
Lá se foi a dobradinha..
Para o ano há mais!

Parabéns pelo blog! Faz mesmo falta pessoas com espirito critico e que fale de coisas de interesse!!

Beijitos


De umbreveolhar a 24 de Maio de 2008 às 23:06
Obrigado pelas palavras elogiosas e fiquei satisfeito por teres gostado.

Cumprimentos e volta sempre,
Carlos Alberto Borges


De dreedlino a 24 de Maio de 2008 às 18:43
E eu todo contente e feliz a pensar que era verdade
Vou adicionar aos favoritos ,gostei imenso.
Um abraço do Rui


De umbreveolhar a 24 de Maio de 2008 às 23:22
Gostei que tivesses ficado contente. Isto foi uma grande guerra, mas toda inventada , como depois te apercebeste! Obrigado pelo teu comentário.

Cumprimentos e volta sempre,
Carlos Alberto Borges


Comentar post

Carlos Alberto Borges
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


O meu blog e o mundo à distância de um clique

Ninguém dispensa a visita a umbreveolhar...


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

PORTUGAL
subscrever feeds
links
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
posts recentes

RECOMEÇA

QUADRA NATALICIA 2013

CHEGOU O OUTONO

CHEGOU A PRIMAVERA

Amar!

Meu Blog umbreveolhar e F...

Mar Português

Um Novo Ano com Paz!

Um BOM ANO de 2011

Natal 2010

pesquisar
 
arquivos
mais comentados
65 comentários
57 comentários
54 comentários
50 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

favoritos

Atraiçoada eleita!

curto circuito

MUNDO

Explicação da Poesia

Mar azul - Cesária Évora ...