Welcome to Blog umbreveolhar

O meu objectivo, é escrever breves textos, sobre os assuntos que eu considere de interesse nos mais diversos âmbitos, e que prendam a atenção do seu olhar!
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009
Um Poema

 

Não tenhas medo, ouve:

É um poema

Um misto de oração e de feitiço...

Sem qualquer compromisso

Ouve-o atentamente

De coração lavado.

Poderás decorá-lo e rezá-lo

Ao deitar

Ao levantar

Ou nas restantes horas de tristeza.

Na segura certeza

De que mal não te faz

E pode acontecer que dê paz....

                                                      

Miguel Torga



publicado por umbreveolhar às 21:56
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

46 comentários:
De Jorge Soares a 6 de Fevereiro de 2009 às 23:50
Olá

Um belo Poema, devido à minha formação hispânica, só há bem pouco tempo descobri o Miguel Torga como poeta...e com cada poema... decubro um pouco mais de um grande poeta.

Abraço e bom fim de semana.
Jorge


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 12:38
Olá Jorge Soares,
Não sabia que tinhas formação hispânica, mas mesmo assim admiras este belo poema.
Agradeço o teu comentário e desejo-te um Bom Domingo .
Um grande abraço,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 7 de Fevereiro de 2009 às 10:32
Olá amigo Carlos. Obrigado por trazeres à barra das homenagens o Miguel Torga, esse ilustre Senhor. É sempre um prazer muito grande Ler Miguel Torga. Um abraço e tudo de bom para ti. Eduardo.



De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 12:45
Amigo Eduardo,
Sem dúvida que é um Grande Poeta e fico satisfeito por também o gostares de ler.
Ele é bom na poesia e na prosa.
Um Bom Domingo,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 10 de Fevereiro de 2009 às 20:11
Olá amigo Carlos Alberto. A prosa, eu já o li quase todo, de poesia anda não li nada a não ser coisas que amigos publicam, mas mesmo assim ainda li muito pouco. Um abraço deste amigo Eduardo.


De umbreveolhar a 10 de Fevereiro de 2009 às 21:17
Olá meu amigo Eduardo,
O Miguel Torga de facto notabilizou-se em Prosa e Verso. Os poemas são simples como ele também o era, mas muito interessantes com enorme seu significado.
Gostei muito das tuas palavras amigas e simpáticas e fico contente por o poema ser do teu agrado.
Um grande abraço,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 11 de Fevereiro de 2009 às 10:58
Olá amigo Carlos Alberto. Obrigado pelas dicas, vou tentar ler a poesia dele ou pelo menos parte dela. Um abraço deste amigo Eduardo.


De Paola a 7 de Fevereiro de 2009 às 20:57
Que bem sabe a poesia! Miguel Torga também, porque é um dos meus autores preferidos. Este poema é, na sua simplicidade vocabular, muito belo. Um poema, na minha opinião, é sempre um oração. No que tem de tranquilidade...

Beijinho


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 12:51
Olá minha amiga,
Apercebo-me que admiras muito a poesia e provavelmente a prosa do Miguel Torga, pelo que estamos ambos em consonância com essa admiração , neste caso a poesia.
Mais palavras não digo, porque senão retiro o brilho ao teu muito eloquente comentário que tanto gosto.
Um Bom Domingo,
Carlos Alberto Borges


De Paola a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:04
Olá, Carlos. De facto, gosto muito de poesia. Talvez, prefira a prosa...nem sei bem. Gosto mesmo é de palavras, porque permitem escrever e falar com todas as cores do arco-íris

Beijinho


De Paola a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:13
Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.
Este é para ti.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...

Miguel Torga


De Paola a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:15
Carlos, desculpa, o 6.º verso não faz parte do poema... por engano meu. Deveria ser a minha dedicatória...

Este é para ti.



De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:50
Olá minha amiga,
E agora para me deixares quase sem palavras transcreves outro poema lindíssimo do nosso Miguel Torga.
Obrigado por mo recordares, também parece simples mas com grande significado que todas as palavras têm.
Volta sempre minha boa amiga,
Um Bom Domingo,
Carlos Alberto Borges


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:59
Está tudo bem porque a dedicatória também encaixa no poema.
a ordem dos factores é arbitrária. O certo é que eu gostei e embora me tenha apercebido ignorei propositadamente, porque entendi que esse devia ser o meu procedimento.
Por isso obrigado pela dedicatória tanto a propósito, minha poetisa.
Um abraço desta vez,
Carlos Alberto Borges


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:43
Minha boa amiga,
É o que eu digo, conquanto eu saiba o que pretendo dizer, fico entusiasmado com as tuas palavras que limito-me a concordar totalmente contigo.
Gostei particularmente da tua frase" as palavras permitem escrever e falar com todas as cores do arco-íris " Fantástico!
Além das palavras és uma amiga inteligente que tive o privilégio de conhecer há pouco tempo, mas a forma como comunicas, até parece que há mais tempo te conheço. Já agora em termos de desabafo, vieste dar mais luz a este Blog.
Desejo-te um bom fim de semana com tudo de bom na tua vida,
Carlos Alberto Borges


De MissAna a 7 de Fevereiro de 2009 às 21:50
Este poeta é-me especial! Viveu parte da sua vida na minha cidade, a bela cidade de Coimbra! Tive o prazer de me cruzar com a sua obra desde muito nova, por paixão da minha mãe! Este poema, não o conhecia, mas fiquei desde já rendida com a sua simplicidade, sempre presente nos seus textos! Pode acontecer que dê paz... e não é que dá mesmo!!
Beijos


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:02
Olá minha amiga,
Que lindas palavras em que afirmas o quanto aprecias o Miguel Torga, pelas razões que expuseste. De facto ele era médico e sendo natural de Trás-os-Montes , concretamente de Sabrosa, deslocou-se para Coimbra a fim de exercer a actividade profissional. " Quanto ao poema, já dizes tudo e bem no teu comentário " pode acontecer que dê paz... e não é que dá mesmo". Gostei!
Um Bom Domingo,
Carlos Alberto Borges


De marazul a 7 de Fevereiro de 2009 às 22:05
Que lindo poema! Já vi que tens bom gosto ;)! um beijinho


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:06
Olá moinha amiga marazul ",
Temos ambos bom gosto. De facto é um poema simples que diz muito.
O Miguel Torga habituou-nos assim - com coisas simples, quer na poesia como na prosa .
Desejo-te um Bom Domingo e volta sempre minha amiga,
Carlos Alberto Borges


De Alexandra a 8 de Fevereiro de 2009 às 03:03
Obrigada pela deliciosa surpresa, amigo Carlos. Bela escolha! Adoro Miguel Torga - toca-me fundo na alma e dá-me sempre paz....

Beijinho amigo,

Alexandra


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:13
Minha boa amiga,
Fico satisfeito por gostares da escolha deste poema tão bonito e simples como o Miguel Torga nos habituou em prosa e verso.
É uma leitura como dizes e bem, " que toca no fundo e dá sempre paz".
Gostei de através deste poema te proporcionar essa paz que é tão necessária à vida.
Um Bom Domingo para ti,
Carlos Alberto Borges


De Alexandra a 8 de Fevereiro de 2009 às 05:22
Quero agradecer-te a distinção com que me honraste e dizer-te que tenho uma surpresa para ti no meu blog...

Bom fim-de-semana!

Beijinho,

Alexandra


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 09:58
Olá Alexandra,
Já fui ver a surpresa que reservaste para mim e vou fazer um post dele, ao qual acresce a extraordinária beleza. Obrigado.
Vai ser postado no meu espaço PRÉMIOS ATRIBUÍDOS .
Agradeço a tua extraordinária simpatia a amizade.
Um óptimo Domingo,
Carlos Alberto Borges


De Alzira Macedo a 8 de Fevereiro de 2009 às 08:33
Olá amigo...
Como vais, tudo bem?
adorei este poema que aqui postas-te é lindo mesmo...
Desejo-te um excelente fim de semana beijos


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:31
Olá amiga Alzira Macedo,
Vou andando bem minha amiga. Obrigado pelo teu cuidado.
De facto este poema é muito lindo, embora simples mas tem um significado enorme e além disso como diz o poeta " dá calma mesmo".
Fiquei satisfeito por teres gostado e também pela tua acostumada simpatia, que agradeço e retribuo.
Também te desejo um óptimo Domingo,
O Amigo,
Carlos Alberto Borges


De Miss Pepper a 8 de Fevereiro de 2009 às 21:13
Que belo poema! Gosto muito de Miguel Torga pels simplicidade das suas palavras mas tão carregadas de simplicidade. Obrigada pelo poema!

beijokas!


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 21:29
O Miguel Torga é um dos meus escritores preferidos em Prosa e Verso.
Este poema é como todos da sua autoria simples mas como ele diz no último verso " E pode acontecer que dê paz". é de facto muito carregado de significado.
Estimei a tua visita e volta sempre que possas,
o Amigo,
Carlos Alberto Borges


De blogando-me1 a 8 de Fevereiro de 2009 às 21:42


De umbreveolhar a 8 de Fevereiro de 2009 às 22:12
Olá Fernanda,
Agradeço e retribuo os votos de uma óptima semana com tudo a correr pelo melhor.
Gostei do Gif . Obrigado.
O Amigo,
Carlos Alberto Borges


Comentar post

Carlos Alberto Borges
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


O meu blog e o mundo à distância de um clique

Ninguém dispensa a visita a umbreveolhar...


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

PORTUGAL
subscrever feeds
links
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
posts recentes

RECOMEÇA

QUADRA NATALICIA 2013

CHEGOU O OUTONO

CHEGOU A PRIMAVERA

Amar!

Meu Blog umbreveolhar e F...

Mar Português

Um Novo Ano com Paz!

Um BOM ANO de 2011

Natal 2010

pesquisar
 
arquivos
mais comentados
65 comentários
57 comentários
54 comentários
50 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

favoritos

Atraiçoada eleita!

curto circuito

MUNDO

Explicação da Poesia

Mar azul - Cesária Évora ...