Welcome to Blog umbreveolhar

O meu objectivo, é escrever breves textos, sobre os assuntos que eu considere de interesse nos mais diversos âmbitos, e que prendam a atenção do seu olhar!
Segunda-feira, 25 de Maio de 2009
Eugénio de Andrade - Poema à Mãe

 

 

No mais fundo de ti

Eu sei que te traí, mãe.

Tudo porque já não sou
O menino adormecido
No fundo dos teus olhos.

Tudo porque ignoras
Que há leitos onde o frio não se demora
E noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
São duras, mãe,
E o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
Que apertava junto ao coração
No retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
Talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
Esqueceste que as minhas pernas cresceram,
Que todo o meu corpo cresceu,
E até o meu coração
Ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -
Às vezes ainda sou o menino
Que adormeceu nos teus olhos;

Ainda aperto contra o coração
Rosas tão brancas
Como as que tens na moldura;

Ainda oiço a tua voz:
Era uma vez uma princesa
No meio do laranjal...

Mas - tu sabes - a noite é enorme,
E todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
Dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo as rosas.
 

Boa noite. Eu vou com as aves.

 



publicado por umbreveolhar às 10:35
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

30 comentários:
De Anónimo a 25 de Maio de 2009 às 10:53
Lindo esse poema à mãe!!! Sou mãe e, como tal, às vezes esqueço-me que os meus meninos crescera.m Dei-lhe as asas, ensinei-os a voar e esqueci-me que um dia eles voariam. Mas é assim a vida..; um dia eu também voei!!1 Obrigada pelas dicas. Voltarei! Um beijinho

Emília Pinto.


De Anónimo a 25 de Maio de 2009 às 11:10
Fiz como disseste..; não aparece automáticamente. Mas, não tem importância. Deixemos esse assunto. Perguntarei ao meu filho o motivo, pois foi ele que me ajudou a criar o blog, ou melhor, foi a minha nora. Até breve.

Emília Pinto


De umbreveolhar a 25 de Maio de 2009 às 19:19
Amiga Emília Pinto,
Não te preocupes , os teus comentários chegam ao destino e são muito bem recebidos por mim.
Cumprimentos e volta sempre,
Carlos Alberto Borges


De umbreveolhar a 25 de Maio de 2009 às 19:12
Olá minha amiga
Agtradeço e muito me honra o teu comentário a despeito deste poema tão lindo!
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De tangerina a 25 de Maio de 2009 às 20:13
boa semana


De umbreveolhar a 25 de Maio de 2009 às 21:37
Olá minha amiga Anna
As tuas palavras são sempre bem vindas e eu agradeço e retribuo os votos de uma óptima semana.
Estou certo que também gostarás deste lindo poema do Eugénio de Andrade.
Cumprimentos e volta sempre,
Carlos Alberto Borges,


De MIGUXA a 25 de Maio de 2009 às 21:11
Simplesmente maravilhoso!!!

Tão verdadeira e tão dura de aceitar esta realidade...pelo menos para uma mãe...para quem o filho é sempre o seu bébé...

Adorei!

Xi-kor
Margarida


De umbreveolhar a 25 de Maio de 2009 às 21:43
Olá Margarida,
Admiro a tua elevada percepção que fazes na leitura de um poema.
São palavras lindas e tão bem adequadas a este lindo poema. Obrigado pelo teu comentário.
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De Caminhando... a 25 de Maio de 2009 às 22:46
É triste, mas quantas vezes sucede o facto de que ao atingir a independencia a mãe deixa de ter importancia...
Uma mãe é desde o inicio ao fim da vida, não há ninguem com tanto mérito e valor!
Beijinho e gostei muito deste tão belo poema!


De umbreveolhar a 25 de Maio de 2009 às 22:54
Olá minha grande amiga,
A tu explicitação a respeito do poema, é sublime, pelo que te agradeço essas palavras que correspondem também aquilo que penso.
Cumprimenos e volta sempre,
Carlops Alberto Borges


De rosafogo a 25 de Maio de 2009 às 23:43
Estranho calor, que nos conforta, o que vem deste poema. A lembrança suave, sentida por um coração e uma memória que retém todo o belo, não esquece aquela que lhe deu vida e a recorda através da fotografia guardada religiosamente.
Bonito! Adoro Eugénio de Almeida, obrigado pela tua sensibilidade, mãe é para além da Vida, quem pode esquecê-la?!

Um abraço
Natalia


De umbreveolhar a 29 de Maio de 2009 às 23:09
Olá Natália,
É realmente um poema muito belo em que ele recorda tanto a sua mãe, sendo interessante o que a moldura lhe sugere.
Gostei e agradeço o teu sempre bem vindo comentário.
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De Paola a 26 de Maio de 2009 às 10:33
Como eu gosto deste poeta!!!!! Com é lindo este poema!!! Deixo-te, meu amigo, um outro que me faz lembrar a minha mãe... quando as duas corríamos para apanhar as mais madurinhas...

As Amoras

O meu país sabe as amoras bravas
no verão.
Ninguém ignora que não é grande,
nem inteligente, nem elegante o meu país,
mas tem esta voz doce
de quem acorda cedo para cantar nas silvas.
Raramente falei do meu país, talvez
nem goste dele, mas quando um amigo
me traz amoras bravas
os seus muros parecem-me brancos,
reparo que também no meu país o céu é azul.

Eugénio de Andrade ("O Outro Nome da Terra")

Beijinhos


De umbreveolhar a 29 de Maio de 2009 às 23:18
É sem dúvida um belo poema e é interessante que ele te sugerisse outro também muito lindo, quando colhias as amoras madurinhas que sabiam tão bem!
E fez-te lembrar também a tua mãe que tal como eu recordamos pela sua ausência, cada qual a seu modo.
Obrigado pelas tuas palavras que eu tanto aprecio!
Cumprimentos do amigo,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 27 de Maio de 2009 às 19:12
Olá Amigo Carlos Alberto. Então nunca mais falaste de ideia da foto. como é ficou na gaveta? É uma forma de eu não aprender ainda agora como se põe a foto no blog. Eu tenho uma no meu perfil, do blog. Mas eu gostava da tua ideia. Abraço Eduardo.


De umbreveolhar a 29 de Maio de 2009 às 23:22
Olá amigo Eduardo,
Tu já tens uma no perfil, eu optei por colocar três minhas no slide que está no fundo do lado esquerdo, as quais estão intercaladas com as paisagens que também me dizem muito!
Recebe um grande abraço deste teu amigo que muito te considera,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 31 de Maio de 2009 às 09:13
Olá amigo Carlos Alberto. Pois tens razão eu tenho uma no perfil. Confesso que ainda não fui ver as tuas, mas logo que possa irei ver com todo o prazer. se queres que te diga, não sei se a tua sugestão vai ter um grande eco, pois ainda há muita gente que tem medo de por as fotos na net. eu não temo, também não é caso para temer. já sou um fora de prazo, já não sirvo para nada para ninguém. Abraço deste amigo Eduardo.


De umbreveolhar a 31 de Maio de 2009 às 12:17
Olá amigo Eduardo,
Concordo contigo, quando dizes que nem todos vão aderir à minha ideia de colocar uma foto no blog. Alguns aderiram, mas são uma minoria.
Também nem sei como me surgiu aquela ideia. A minha cabeça não para de pensar!
Há uma coisa que discordo de ti, quando dizes" que estás fora de prazo".
Meu grande amigo, nunca mais digas isso, além de não haver prazos, há pessoas que sendo mais jovens, não têm a experiência,
a sabedoria e a educação que é teu apanágio!
Um grade a braço do amigo que te deseja um óptimo Domingo com tudo de bom.
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 31 de Maio de 2009 às 18:40
OI Amigo Carlos Alberto. Meu grande amigo. Eu fico-te muito grato pela força que me dás com sentido de amizade. Mas Não me iludo sei que a maior parte da jornada está andada, e sei que não há ninguém insubstituível, cada um de nós ao partir, ninguém mais ocupa o nosso lugar, é apenas uma pagina virada e não mais é lida. Um abraço deste amigo Eduardo Gonçalves.


De umbreveolhar a 31 de Maio de 2009 às 19:59
Amigo Eduardo,
Pensa apenas no presente, já que o futuro é uma consequência!...
Todos temos um presente e um futuro, por isso não te apoquentes e vive a vida com alegria.
Um grande abraço,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 31 de Maio de 2009 às 21:56
Olá Amigo Carlos Alberto. Não Amigo, eu não gosto, e nem quero sofrer por antecipação. simplesmente gosto de tratar as coisas pelos nomes. Um Abraço Eduardo.


De umbreveolhar a 31 de Maio de 2009 às 22:38
Amigo Eduardo,
Confesso que não percebi. Apenas te dei um conselho que é da psicologia.
Andarás assim tão desgostoso e sempre a pensar no futuro... Muda de vida meu grande amigo...
Um abraço,
Carlos Alberto Borges


De rosafogo a 28 de Maio de 2009 às 20:31
Estimado amigo, passei para ver se tinhas postado, mas vejo, que não. Desculpa, a intromissão, mas espero que não estejas doente, que tudo esteja bem contigo, é o que desejo.

Um abraço amigo
Natalia


De umbreveolhar a 29 de Maio de 2009 às 23:31
Olá minha boa amiga Natália,
Sensibiliza-me o teu cuidado e agradeço. Felizmente estou bem de saúde, o mesmo espero se passe contigo.
Por motivos profissionais, estive ausente mais tempo do que contava. De resto está tudo bem . Obrigado.
Oportunamente surgirá quando estiver inspirado algo, em prosa ou verso!
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De rosafogo a 30 de Maio de 2009 às 00:22
Ainda bem. Passo só para te desejar bom fim de semana com bom descanso.

Um grande abraço
Natalia


De umbreveolhar a 30 de Maio de 2009 às 17:12
Minha amiga Natália,
Agradeço e retribuo o desejo que tenhas um óptimo fim de semana, assim como agradeço e também retribuo o teu carinho e amizade.
Obrigado por isso.
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De blogando-me1 a 29 de Maio de 2009 às 16:12

Image

Recados.net - Confira mais figuras para Fim de Semana:
[red]***[/red]http://www.recados.net/orkut/21/1/Fim-de-Semana.html[red]***[/red]

</a>


De umbreveolhar a 29 de Maio de 2009 às 21:40
Sim, está tudo bem, obrigado. O mesmo desejo também para ti.
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De Virginiana a 31 de Maio de 2009 às 02:07
Lindo poema que aqui nos deixaste!
Meu amigo, passei para te desejar mais uma vez um óptimo domingo, acabei de responder ao teu simpatico comentário...
Ainda não tive oportunidade de agradecer também todos os que me deixaste no imeen e foram bastantes...obrigada, é sempre com imenso prazer que partilho contigo tudo o que lá coloco!

Um beijo da amiga

Teresa


De umbreveolhar a 31 de Maio de 2009 às 16:11
Obrigado amiga Teresa pelas tuas simpáticas palavras que são sempre bem vindas e reveladoras de grande amizade.
Cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


Comentar post

Carlos Alberto Borges
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


O meu blog e o mundo à distância de um clique

Ninguém dispensa a visita a umbreveolhar...


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

PORTUGAL
subscrever feeds
links
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
posts recentes

RECOMEÇA

QUADRA NATALICIA 2013

CHEGOU O OUTONO

CHEGOU A PRIMAVERA

Amar!

Meu Blog umbreveolhar e F...

Mar Português

Um Novo Ano com Paz!

Um BOM ANO de 2011

Natal 2010

pesquisar
 
arquivos
mais comentados
65 comentários
57 comentários
54 comentários
50 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

favoritos

Atraiçoada eleita!

curto circuito

MUNDO

Explicação da Poesia

Mar azul - Cesária Évora ...