Welcome to Blog umbreveolhar

O meu objectivo, é escrever breves textos, sobre os assuntos que eu considere de interesse nos mais diversos âmbitos, e que prendam a atenção do seu olhar!
Quinta-feira, 3 de Junho de 2010
A minha Mãe

 

Quando eu nasci

Minha Mãe me embalou,

Cantou uma canção

Que a minha Avó

Também cantou,

Em noites de insónias.

 

Quando eu nasci,

Minha Mãe sorriu,

Olhou o Céu estrelado

Parecia que as estrelas

Traziam-lhe a luz ao olhar,

Tão verdes de esperança.

 

Quando eu nasci

Minha Mãe agradeceu Feliz

Seus olhos brilharam

Como uma estrela cadente

Senti o cheiro e o embalo

Do colo de minha Mãe.

 

Passado tanto tempo,

Olho as estrelas do Céu,

No Céu estrelado e festivo

Parece-me que uma estrela

É uma mão acenando

Com amor e saudade...

 


tags: , ,

publicado por umbreveolhar às 16:53
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

34 comentários:
De Caminhando... a 3 de Junho de 2010 às 18:23
Olá Carlos Alberto!

Tão bonita esta homenagem à sua Mãe!
Mesmo já cá não estando fisicamente o amor e a ternura sentidas conforta-nos. E sozinhos nunca estamos pois, temos uma estrela muito brilhante lá no céu.

Um beijinho


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:21
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De Rosinda a 3 de Junho de 2010 às 18:53
Poema aentido de saudade, mas tão presente o carinho de sua mãe... que era linda.
Penso que do céu ou de algum lugar as mães ainda cuidam dos filhos depois de partirem.
Saudações
Rosinda


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:22
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De TiBéu ( Isa) a 4 de Junho de 2010 às 10:03
Ai Carlos... já me fizeste chorar, ups.
Tudo bem contigo, nem tenho tido tempo de te visitar, mas tb não te tenho encontrado no meu cantinho. Hoje vim e volto brave, Um beijo de amizade


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:22
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De Alzira Macedo a 4 de Junho de 2010 às 16:46
Oi amigo...
Estamos juntos por tantos lados e falamos tão pouco...
rntão como vais...
Já vieste á Povoa tomar o dito café?
Sabia que tinhas escrito algo para tua mãe. pelo menos pode ler um desabafo teu com uma tua amiga...
Vim cuscar o que encontrei foi maravilhoso..
Um verdadeiro hino á recordação...
ao amor e á dedicação que só mae e filho podem conjugar...
Parabens amigo beijo


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:23
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De Lena a 17 de Junho de 2010 às 14:25
Uma linda homenagem ao ser incrível que é ser Mãe.

Já conhece as 12 Aldeias Históricas de Portugal? Não perca tempo, venha descobri-las orientado pelo livro “Aldeias Históricas de Portugal – Guia Turístico”. Veja um excerto da obra em www.olhodeturista.pt ou adquire-a já na loja virtual. Mais informação,contacte-nos para aminhaldeia@sapo.pt

Abraço
Lena


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:23
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De comunicadoras a 20 de Junho de 2010 às 00:07
Oi Amigo
Só quem a não tem é que dá valor ao seu escrito!
É uma saudade sem medida..
Até breve
Herminia


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:24
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De MIGUXA a 21 de Junho de 2010 às 23:53
Carlos Alberto,

Meu amigo,

Belas as palavras dedicadas ao ser maravilhoso que nos trouxe ao mundo e nos amou como ninguém...

Saudades!
Xi-kor
Margarida


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:25
Olá Minha Amiga Margarida,
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De TiBéu ( Isa) a 22 de Junho de 2010 às 02:02
Vim perguntar o que passa contigo, Estás Bem? bj


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:26
Olá Amiga Tibéu
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De Caminhando... a 7 de Julho de 2010 às 21:55
Olá Carlos Alberto!

Venho deixar aqui um bjo e espero que esteja tudo bem.

Tudo de bom.


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:27
Amiga Joana,
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


De MIGUXA a 18 de Julho de 2010 às 21:24
Olá,

Tenho uma surpresa para ti, no meu espaço "Prémios, Lembranças & Outras Coisas que Tais".

Espero gostes
Beijo
Margarida


De umbreveolhar a 4 de Dezembro de 2010 às 01:29
Olá Margarida,
Vou repetir o que disse antes, e agradeço o teu carinho muitio especial e visitarei o teu blog para receber uma lembrança tua. Obrigado.
Nunca é tarde para responder a tão preciospo comentário sobre o poema que escrevi dedicado à minha Mãe que partiu...
É porém meu dever apresentar as minhas sinceras desculpas pela demora que tive em responder.
Espero ser perdoado. Sei que me compreenderão e tentarei ser a pessoa que era dantes. Obrigado.
Carlos Alberto Borges


Comentar post

Carlos Alberto Borges
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


O meu blog e o mundo à distância de um clique

Ninguém dispensa a visita a umbreveolhar...


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

PORTUGAL
subscrever feeds
links
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
posts recentes

RECOMEÇA

QUADRA NATALICIA 2013

CHEGOU O OUTONO

CHEGOU A PRIMAVERA

Amar!

Meu Blog umbreveolhar e F...

Mar Português

Um Novo Ano com Paz!

Um BOM ANO de 2011

Natal 2010

pesquisar
 
arquivos
mais comentados
65 comentários
57 comentários
54 comentários
50 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

favoritos

Atraiçoada eleita!

curto circuito

MUNDO

Explicação da Poesia

Mar azul - Cesária Évora ...