Welcome to Blog umbreveolhar

O meu objectivo, é escrever breves textos, sobre os assuntos que eu considere de interesse nos mais diversos âmbitos, e que prendam a atenção do seu olhar!

Sábado, 12 de Julho de 2008
Chegou o momento de partir para Férias!

Eis que chegou o momento sempre esperado para gozar alguns dias de férias, até ao fim deste mês, tão úteis  para  quem trabalha. Só dessa forma se consegue "recarregar as baterias" para  executar com  profissionalismo e ponderação a actividade profissional, cada vez mais exigente.

 

Levo sempre comigo livros para ler. Este ano escolhi naturalmente outros, que me darão com certeza muito prazer em lê-los e que são os seguintes:

 

Felicidade existe - Shawn Cristopher Shea

O Segredo - Rhonda Byrne

Viver para contá-la - Gabriel García Márquez

As Palavras que Nunca Te Direi - Nicholas Sparks

As Pequenas Memórias - José Saramago

 

A todos os Amigos/as blogueres  desejo também umas óptimas Férias, que tal como eu, bem as merecem.

 

Aproveito para elogiar os verdadeiros amigos Blogautas, que estão sempre prontos a comentar os posts, ao que eu correspondo de igual forma. Por isso considero este portal dos blogs um extraordinário meio para fazer amizades sinceras e duradouras. 

 

 

 

E depois da azáfama do trabalho, nada melhor do que ouvir esta linda música para relaxar... Até breve!

 

Intervalo - Per7ume e Rui Veloso


publicado por umbreveolhar às 15:07
link do post | comentar | ver comentários (45) | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 24 de Abril de 2008
O perigo espreita a qualquer momento!

Há dias, um Indivíduo que conheço  como a palma das minhas  mãos, por volta das 7 horas da manhã foi como habitualmente  tratar da higiene  matinal e tomar um banho de chuveiro  como é seu hábito todos os dias na banheira da suíte da sua própria casa.    Excepto quando anda em viagem  profissional, e que são muitas vezes,  terá que ser nos hotéis onde fica hospedado, mas não foi o caso desta vez!

Já dentro da banheira e  preparando-se para o banho  habitual, começou a ensaboar-se, e a água já corria com a abundância  suficiente regulada por ele para um bom banho de pressão. Entretanto tocou o telemóvel, que não é habitual dar sinal àquela hora, e a pessoa pensando que era algo muito urgente e importante, quase nem se limpou e veio atender o dito aparelho.  Do outro lado da linha estava  alguém que se enganou no número,  tendo pedido desculpa pelo engano, o qual foi aceite por ele, conforme mandam as  regras da boa educação. Mas a pessoa não ficou  nada satisfeita,  com esse " falso alarme"!

Regressou à banheira, a qual já tinha  bastante espuma e água, reiniciando o banho, que  contra a sua vontade tinha sido interrompido,  pois é um hábito  do qual não prescinde, porque só assim fica mais activo para enfrentar mais  um dia de trabalho.  Mas com as pressas, esqueceu-se  que já estava molhado e que a banheira  também já tinha alguma espuma, o que se impunha  uma atenção especial, mas não  reflectiu sobre isso!

É  então que se dá o acidente!  Começa a escorregar para um lado e para outro com semelhante velocidade que protagoniza um grande trambolhão, o maior, que se lembra na sua história, e talvez o único.  Foi escapulido a alta velocidade para fora da banheira, ficando estatelado no chão da casa de banho. A pessoa é alta, e se a casa de banho não tivesse as dimensões  espaçosas , sobretudo  em comprimento, o caso poderia ser bem pior! 

Porque vai lá saber-se porquê, o corpo ficou  estatelado, como disse,   no chão, sobre o comprido, depois de ter embatido  com a cabeça violentamente no mosaico, protegendo-se instintivamente ainda com  o braço e a omoplata direita, que é onde tem mais dores no momento.

A pessoa é fisicamente bem constituída, com os músculos em forma, não obeso,   sem  tecido adiposo  que estorve.  E  deve ter sido por isso que as consequências não foram  ainda mais graves!

Disso tudo,  resultou dores na omoplata e  clavícula.  Quanto à cabeça que era o que ele mais temia só doeu no momento do grande embate! Felizmente não tem  qualquer pisadura ou ferimentos visíveis, não existindo vestígios de sangue nem arranhões.  As dores, mesmo com analgésicos e massagens diárias com uma pomada  própria  para as contusões, são ainda muito fortes!   Por isso dificulta condução, do automóvel em especial  no manuseamento  da alavanca da caixa de velocidades.

Por  esse motivo  tem que fazer umas paragens em casa, intercalando o descanso com o trabalho. Só no dia 29 deste mês fará as radiografias que o médico aconselhou para ver se não tem problemas de naior . Mas não deve ter nada partido, porque  movimenta os membros superiores  e não tem problemas de locomoção..

O indivíduo de que vos falo, tão azarado,  e que teve este acidente aparatoso e violento, é este vosso amigo.  Mas tudo vai passar, e espero que o mais breve possível, pois não gosto nada de  estar em mau momento de forma!



publicado por umbreveolhar às 02:14
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|  O que é?

Carlos Alberto Borges
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


O meu blog e o mundo à distância de um clique

Ninguém dispensa a visita a umbreveolhar...


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com

PORTUGAL
subscrever feeds
links
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
posts recentes

Chegou o momento de parti...

O perigo espreita a qualq...

pesquisar
 
arquivos
mais comentados
tags

todas as tags

favoritos

Atraiçoada eleita!

curto circuito

MUNDO

Explicação da Poesia

Mar azul - Cesária Évora ...