Welcome to Blog umbreveolhar

O meu objectivo, é escrever breves textos, sobre os assuntos que eu considere de interesse nos mais diversos âmbitos, e que prendam a atenção do seu olhar!
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009
Sinto-me muito triste - Faleceu a Minha Querida Mãe

Quem me lê habitualmente e que felizmente são muitos Amigos e Amigas, sabem bem que os meus textos são por norma positivos e quase sempre com uma pitadinha de humor que reflecte a minha forma de estar na vida.

 

Porém, desta vez sinto-me invadido pela tristeza e por isso impele-me a falar do falecimento da minha Mãe que ocorreu esta semana, tendo ído para a sua " última casa" ontem no cemitério da Atouguia em Guimarães, onde no jazigo já a esperava o meu Pai desde o da 5 de Fevereiro de 2007 e outros Familiares que também lá estão.

 

A minha Mãe deu entrada no Hospital de Guimarães  uns dias antes do Natal, tendo lá passado essa  Quadra Festiva, e o Ano Novo até à madrugada de Terça Feira, onde não resistiu a uma delicada operação, apesar do meu optimismo que a operação corresse bem.

 

No Natal e Ano Novo comuniquei com muitos Amigos e Amigas desejando Boas Festas e vice-versa, nunca demonstrando a alguém a dor que me ía na Alma, pelo facto da minha Mãe estar hospitalizada, pois entendi que devia ser esse  o meu procedimento. Além do mais tinha a esperança que a qualquer momento tivesse alta hospitalar, o que infelizmente não veio a acontecer.

 

Ontem um dos Senhores Padres disse na Missa de Corpo Presente que os meus Pais  deixavam um legado muito rico por causa da Família numerosa que constituíram, pois são 10 filhos, muitos netos, bisnetos, sobrinhos, noras, genros e cunhados.

 

Ouvi com atenção aquela homilia, mas apesar desse legado que deixaram, eu sinto-me mais pobre porque já não tenho o Pai e Mãe entre nós.

 

Desculpem, mas tive que desabafar, pois estou a passar um momento particularmente dífícil de dor que a perda dos entes queridos nos causam.

  



publicado por umbreveolhar às 14:42
link do post | comentar | favorito

89 comentários:
De Alzira Macedo a 13 de Janeiro de 2009 às 09:11
Olá amigo....
Tenho andado distante por motivos profissionais, mas hoje ao chegar do emprego vim dar uma olhadela aos meus blogs...
Com esta noticia nao esperava...
Nestos momentos, nao encontramos palavras para reconfortar quem sofre pela perda de alguem que marcou toda a tua existencia...
Sinto muito a tua dor amigo, infelizmente a lei da vida é esta, nascemos para morrer só que para esta ultima nunca estamos preparados....
Espero que com a ajuda de teus amigos (onde eu me encluo) consigas desabafar tua dor e o tempo se encarregará de a sentires menos viva...
A sua presença vai permanecer em tua vida somente em recordaçoes e pensamentos...
Fala-me sempre que necessitares estarei sempre que me for possivel aqui para te ouvir e tentar confortar...
Quanto ao link no teu blog agradeço e fico muito honrada...
Vou sim tentar o fazer no meu, mas terei de pedir ajuda pois nao sou muito boa nestas coisas....
Um beijo com muita amizade e admiração


De umbreveolhar a 13 de Janeiro de 2009 às 19:28
Olá Alzira Macedo,
Que palavras tão encorajadoras para este momento tão difícil que atravesso, as quais me sensibilizaram e agradeço do coração.
Concordo em tudo o que dizes e prova que és uma Amiga muito solidária cujas tuas palavras de estímulo são um paradigma disso que acabo de dizer. Obrigado .
Agradeço também a tua disponibilidade nestes momentos em que te predispões ainda mais no apoio para me confortar. És de facto muito simpática e Amiga e jamais me esquecerei destas tuas palavras.
Sobre o link , não te preocupes muito, faz quando puderes. No meu Blog podes verificar que já estás linkada , pois és uma boa amiga. Desejo-te muita sorte em tudo na vida,
O teu Amigo sempre ao dispor,
Carlos Alberto Borges



De lana no mundo a 13 de Janeiro de 2009 às 09:37
Olá,
Está na hora de voltares a escrever no teu blog...
beijinhos


De umbreveolhar a 13 de Janeiro de 2009 às 19:36
Olá minha amiga Lana ,
Fico contente com as tuas palavras em que me incentivas a escrever no meu blog.
Estou a pensar nisso, não tardando que haja novidades.
Obrigado pelo estímulo, pois compreendo bem o alcance das tuas palavras.
Cumprimentos e até breve,
Carlos Alberto Borges


De princesapeste a 13 de Janeiro de 2009 às 15:44
Não há nada que se possa dizer nestas alturas para ajudar, só o tempo poderá acalmar essa dor, por isso desejo que os dias desse teu sofrimento sejam curtos e que rápidamente sejam substituídos por dias cheios de alegria.
Um abraço desta tua amiga.


De umbreveolhar a 13 de Janeiro de 2009 às 19:48
Com as tuas palavras já me estás ajudar, pois são muito estimulantes para este momento de tristeza que atravesso. Obrigado.
É nestas alturas que se vê o valor das Pessoas Amigas e tu estás bem enquadrada neste espírito de solidariedade, o que eu muito te agradeço.
Volta sempre e felicidades,
O Amigo,
Carlos Alberto Borges


De Caminhando... a 15 de Janeiro de 2009 às 15:13
Olá..
Um bj de apoio! Td de bom para si


De umbreveolhar a 15 de Janeiro de 2009 às 19:46
Olá Joana,
Estimei muito que viesses ao meu blog para deixar um comentário de estímulo para me dar alento, que bem preciso . Obrigado.
Adicionei-te como Amiga e aguardo que faças o mesmo ok.
Foste muito gentil e jamais me esquecerei. Já estive a ver parte do teu blog e oportunamente farei um comentário.
Muitas felicidades e volta mais vezes,
Carlos Alberto Borges


De Caminhando... a 16 de Janeiro de 2009 às 18:26
Foi com todo o gosto que o fiz, pois compreendo que uma palavra de apoio nestas situaçoes tem valor por isso nao quis deixar de o fazer por respeito à sua dor.
Vou adicciona-lo tb!
Beijinho grande!


De umbreveolhar a 16 de Janeiro de 2009 às 19:13
Olá Joana,
Muito obrigado pelo teu apoio e colaboração. Agora somos amigos mútuos.
É sempre bonito colaborarmos uns com os outros e tu és o paradigma disso mesmo. Muito obrigado.
Volta sempre e cumprimentos,
Carlos Alberto Borges


De ligeirinha a 22 de Janeiro de 2009 às 22:31
É a dor mais impossivel de suportar!
todos os dias tenho a imagem dela para onde quer que vá....e já são tantas as saudades que quem me dera ir ter com ela! Não se cura , não!eE mente quem diz que passa com o tempo...não passa...agravasse e muito!Beijo grande de compreensão!


De umbreveolhar a 24 de Janeiro de 2009 às 09:37
Olá,
Apreciei muito as tuas palavras, as quais agradeço e que demonstram grande solidariedade perante o infortúnio que me aconteceu. Obrigado.
Cumprimentos e bom fim de semana,
Carlos Albertro Borges


De Alexandra a 25 de Janeiro de 2009 às 14:47
Só hoje tive acesso ao seu dorido texto e quero, desde logo, endereçar-lhe os meus mais sentidos pêsames pelo falecimento da sua mãe. Compreendo bem a sua dor pois perdi o meu pai há cerca de nove meses e sei o quão vazios ficamos com a perda dos que mais amamos... Que velem por nós brilhando no nosso firmamento, iluminando as nossas caminhadas!
Deixo-lhe um abraço amigo e um ombro com o qual pode contar.

Alexandra
Funchal


De umbreveolhar a 25 de Janeiro de 2009 às 17:38
Olá Alexandra,
Agradeço muito as tuas palavras de alento e sei que mais sentidas são ainda porque infelizmente o teu pai partiu " há cerca de 9 meses" e sabes a dor que isso causa em nós.
Sensibiliza-me a tua solidariedade para esta altura de infortúnio e reciprocamente me solidarizo contigo também.
São perdas irremediáveis e tanto eu como tu sabem avaliar o quanto custa.
Gostaria de te adicionar como amiga, mas és do blogspot e não existe essa possibilidade, contudo, adicionar-te-ei como amiga favorita. Obrigado e volta sempre.
Desejo-te uma boa semana e espero a tua visita mais vezes,
Carlos Albnerto Borges



De Nandinha a 15 de Março de 2010 às 15:26
Meu querido amigo CARLOS
Em primeiro lugar homenagem à senhora sua mãe que deu um nome tão bonito a si.

Depois quero partilhar essa dor difícil que todos nós temos de encarar ums mais cedo outros mais tarde.

É bem vaerdade que nós não nos sentimos felizes só porque também acontece aos outros mas CARLOS a VIDA é isto mesmo.

NASCEMOS, CRESCEMOS, VIVEMOS E
DEPOIS É O FIM !!!

Um fim que é igual para todos.

A vida tem de continuar DEUS coloca-nos sempre provas muito duras para ver qual a nossa capacidade de resistência e resolução.

É uma dor MUITO GRANDE perder um ser que nos é querido e eu posso dizer-lhe que perdi mãe aos 15 anos, pai e o meu maior e único amigo num desastre brutal de viação a meia hora de casa o MEU QUERIDO IRMÃO que vivia a vida com intensidade com calor e alegria.

Eram precisamente 23,30 h eu ía de rumo para o HOSPITAL DE ALMADA sabendo que iria só aparecer destroços.

Sofri muito, andei quase perdida, cheguei a trazer o relatório de autópsia dentro da mala durante 2 anos.

Fiquei sem ninguém mas tive de dar a volta por cima e ir à luta porque DEUS precisa de ver se temos capacidade de resposta nas provas que nos coloca.

Partilho essa dor consigo pois sei o que é sentirmos o nosso sangue começar a desaparecer aos poucos hoje por um amanhã por outro membro da família, mas se foi bom filho só tem que perceber que lá no céu a sua mãe olhará por si e pelos seus irmãos.

Um beijinho , FORÇA não conheço ainda bem o Carlos aceitei-o ontem como meu amigo do Face sou a MARIA FERNANDA amiga da Mizé.

E nunca se esqueça um homem pode chorar mas não deve vergar porque as árvores essas morrem de pé .

Tudo de bom para si e visite o meu blog quando puder.

Vai lá encontrar muita explicação para o mundo em que vivemos.

Um beijinho e muita SORTE especialmente SAÚDE esse é o tesouro mais importante.

Da sua miga e da Mizé Marai Fernanda


De umbreveolhar a 21 de Março de 2010 às 12:39
Olá minha Amiga Nandinha,
Fiquei sensibilizado com o teu comentário,
o qual além de muito bem elaborado, aborda um assunto muito triste na minha vida,
Todos nós passamos por esses maus " bocados" e tu também contas os infortúnios da tua vida, o que naturalmente lamento, pois sei bem o que isso custa. Mas temos que ser fortes para superar estes infortúnios, como dizes e muito bem.
No espaço de três anos, perdi o meu pai, a minha mãe, a minha tia ( irmã do meu pai) e um irmão. Agora somos nove.
É difícil suportar tantos abanões, mas tenho conseguido com grande esforço e devido às palavras amigas de alento, como são as tuas, as quais tanto gostei de ler. Aceita minha gratidão pelo teu comentário muito especial.
Volta sempre e Beijinhos deste teu bom Amigo,
Carlos Alberto Borges


Comentar post

Carlos Alberto Borges
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


subscrever feeds
links
posts recentes

RECOMEÇA

QUADRA NATALICIA 2013

CHEGOU O OUTONO

CHEGOU A PRIMAVERA

Amar!

Meu Blog umbreveolhar e F...

Mar Português

Um Novo Ano com Paz!

Um BOM ANO de 2011

Natal 2010

pesquisar
 
arquivos
mais comentados
65 comentários
57 comentários
54 comentários
50 comentários
49 comentários
tags

todas as tags

favoritos

Atraiçoada eleita!

curto circuito

MUNDO

Explicação da Poesia

Mar azul - Cesária Évora ...